Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Amor Consciente

Imagem
"Temer o amor é temer a vida,  e quem teme a vida já está três quartos morto."
Russel
- "Você sabe o que é o amor?"  Perguntou-me o homem sorrindo na fotografia.

- O amor é o arrepio que chega quando menos esperamos.
É a lágrima saltando quando o coração chora.
É o suspiro quando a saudade aperta.
É agonia que acalma quando nos encontramos.
É o sorriso que se abre para te ver.
É o celular desligado quando você está chegando.
É o tempo que pára quando estamos juntos.
É o colo oferecido para teu cansaço.
É a palavra no ouvido que me abestalha.
É uma janela aberta na chuva.
É o frio fugindo do abraço.
O amor é um beijo sem fim.

Respondi encarando tua fotografia aspirando uma dose letal do teu olhar. Respondeu a menina que virara mulher e não sabia do perigo.

O amor não é para os mortais. Somos todos loucos, então. Pois amamos sabendo que podemos morrer disto...



Krol Rice

Descobridora dos Sete Mares

“O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar.
O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.”
Carlos Drummond de Andrade
Eu, marinheira independente, rasgo mapas, e em ti me perco, e em ti navego sem bússola assim que velas de desejo em mim se erguem. Leves brisas em ti eu respiro. O ar, esse nos trespassa, e os nossos corpos esvoaçam feitos bandeiras no vento em um ritmo perdido no tempo. Beijo-te o ombro, o teu hálito, ouço teu suspiro de tédio forçado, encostas a tua cabeça ao meu peito e isso basta pra silenciar a tempestade em copo d’água do meu coração.

Brado aos deuses dos mares, mas por ti é que eu chamo. Por ti peço, tu me ouves, e tua mão me dás. Mas eu dou o bote feito pirata e roubo-te um beijo, e os teus lábios conquisto. Persigo tua língua com a minha, desbravo os teus braços e neles me deixo prender. Liberto as tropas e dos dedos faço soldadinhos com leves machinhas ao rufar do tambor do teu coraç…