Louca, Talvez


 "Se a nossa vida é provisória, que seja linda e louca nossa história, 
pois o valor das coisas não está no tempo que elas duram, 
mas na intensidade com que acontecem." 
Fernando Pessoa

Talvez um dia eu deixe de ser louca e tenha finalmente a certeza que não tenho todo o tempo do mundo nesse espaço que me limita. Romper todas as fronteiras, no quebrar todas as regras no sentido já inverso que teimo em inverter. Talvez um dia destes, quem sabe, eu deixe mesmo de andar como uma louca por outras latitudes que me obrigam ir por coordenadas de uma bússola viciada, e caminhe no presente e deixe de medo que meu coração páre no passado.
Belas exposições são as nossas nas ruas fazendo inveja e provocando casais. O meu barulhento coração parece com uma tempestade de trovões prestes a nos atingir. Trespassado de vontades que me param o pensamento no semáforo vermelho, acelero no rubro e ignoro a multa já passada com juros de mora. Prestarei nem um pouco atenção ao que faço: O ontem já foi e o amanhã ainda não chegou, vivo o presente no ápice do momento, saboreio cada beijo novo em cada instante que acena para nós.
Talvez um dia destes, eu deixe de ser louca e deixe de pagar multas injustas. Talvez, quem sabe a noite se torne dia ou o dia vire noite, um dia destes... Talvez desista mesmo de andar como uma louca, quem sabe. pode ser quem sabe que tudo fique e nada parta quando enfim eu parar de ser louca, ou então, acelere de vez...

Krol Rice

Comentários

Celly Monteiro disse…
Quando tu deixar de ser louca perderás a graça. ;) O mundo é dos loucos, aproveite.
Adorei Krol. Esse simplesmente foi o melhor de todos. Acho que uma frase que você citou nele, serve para a minha profecia do dia, em que escolho frases filosóficas para por lá.
Agradeço por compartilhar com o mundo, seus dotes maravilhosos.
MiGuEl RuDe disse…
qnto mais te leio, mais da vontade de escrever nos meus blogs tb, continua q to precisando de estimulo...sucesso

Postagens mais visitadas