Estranho Conto Sem Fadas


"Fairy lady, who stands on the walls/
Life is short and wait is long"(...)
"Your tale has only begin/
It comes from far, the Nowhereland"
(Shaman - Fairy Tale)


Era uma vez
Não em um, reino
Numa floresta de pedra
Há muito tempo atrás
Ou não
Muito, muito distante,
E ou não
Uma estranha plebéia
Com sua ilusão de princesa
Sem contratar sua própria fada
Fez seu castelo de sonhos
Que para encontrar se príncipe
A pequena brincava com dragões
Frequentava bailes até depois da meia noite
Se trancava em altas torres
Esperando por seu principe
Chorava lágrimas envenenadas
Que molhavam as maçãs que comia
E quando seu príncpe vinha
Morria por um beijo
E por seu beijo vivia
E o príncipe com ela ficava
Enquanto o felizes para sempre durava...

Krol Rice

Comentários

Victor Edeil disse…
Estas de parabéns com o blog! ^^
João Ludugero disse…
Krol,
Você tem o condão de nos encantar até sem vara, mesmo sem a fada madrinha... És uma bruxa sagrada que nos carrega para teu caldeirão de morcegos e sapos que viram doces vampiros e príncipes em estranha terra de magia, que nos instiga a ir lá e beber tua poção mágica que abre as cancelas do purgatório. Adoro o que escreves. É sagrado, é profano, é saudável... És aconchegante mente estranha, mesmo. E vale a pena, pois quebra muito dessas alegorias baratas que não nos levam a fazer pensar. És caliente, apaixonante, e existes. Hiper abraço.
Paloma disse…
adorei seu blog

Postagens mais visitadas