História Estranha




Ela foi, eventualmente, não mais que uma história.
Era uma vez, metafórico, talvez,
Um livro nas mãos de cabeça para baixo.
Ela era um conto sussurrado em perfeita altivez.

O que poderia ser mais belo do que sua história?
Que flutua, sem pressa, de homem para homem,
Chegando primeiro em sussurros, e depois gritada
Impressas em mentes livres que não se domem.

(em construção...)



Krol Rice

Comentários

Lu Pinheiro disse…
passa lá no meu blog que tem um selo pra você. É um incentivo da blogosfera a blogs como o seu.
CÉU ROSÁRIO disse…
Linda entrada amiga!
Imagem excelente!
Passa lá no meu blog, tem post novo!
Beijinhos e bom fim de semana
Celly Monteiro disse…
Bem legais os seus textos Krol, tbm estou seguindo. Abraços!
R.B.Côvo disse…
Gostei do poema. Um abraço.

Postagens mais visitadas