Louco Faminto


Um ronco,
Uma trovoada no meu coração!
Palpitante, o que tens?
Hoje Inflamado
Despertou-se gemendo, 
Tirou-me da cama
Clamando em desenfreada pulsação.
Insensato, agonizando desesperado,
Recusa-se acalmar-se no peito,
E faz-me perder o sossego e a razão.
Por favor,.
Pare de me atormentar, 
Senão vou enlouquecer, 
Já a delirar, fico a suspirar:Aquieta-te, louco. 
Breve serás alimentado.
Krol Rice

Comentários

Postagens mais visitadas