Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Pensamientos Extraños

Imagem
Cierro mis ojos y siento tu boca
En mi boca cual falena de fuego
Besando flores em fiesta loca
Y tu diestra que mi seno aprieta.
Después tu cuerpo al mío unido,
Explora los meandros de mi ser interno,
En busca del placer con cariño tierno
Merguha en mi agua que se ahogó
Y te dou este pensamiento que ya no me pertenece...

Krol Rice

Estranha Jura

Imagem
Paixão, a que temes?
Que te roubem de ti
O meu pequeno coração?
Não me destes também o teu?
E logo os escondi
Juntos entre minhas mãos
Não há porque apuros
Juro que estamos seguros...

Krol Rice

Estou na Medida Exata do Teu Vazio

Imagem
Precise de mim quando estiver sozinho:
Que eu preciso desse espaço ao teu lado que está vazio...
Krol Rice

Caso Case

Imagem
Caminho ao som de November Rain
Mas fico no tropeção da mente.
Com olhos e sorriso abertos
E uma vontade de apenas rir feito uma louca
Meus dedos que estrangulam um ramo de flores
Que sairam da extensão do pensamento
E logo serão estrangulados por uma algema de um anel
Detesto títulos nos rótulos de relacionamentos,
Prefiro os rótulos da hora ao segundo uso.
Torso de verdade os votos em prosas ao repelão.
Suando enquanto corro devagar pra vontade que tenho
De amarrar feito uma louca um nó de gravata apertando uma garganta.
Embora odeie vestido de ocasião emparelhada com fato de comunhão.
Sim...
Krol Rice

Pedido Estranho (By PH)

Imagem
Me arraste para o beco mais escuro que conheces e Me tire o pouco de juizo que acredito ainda ter Não me deixe na mão, não me deixe na solidão Me leve junto com você, independente para onde vá... Eu quero ir Seja no céu, na terra, no mar, seja nos confins de mundo Onde Judas perdeu as botas, Onde o vento não chega;
Só me leve com você... Patrick Herisson

Lá Atrás

Imagem
O seu amor está exatamente no mesmo lugar onde você o largou. Lembras?
Krol Rice

Pensamentos de sete minutos de fascínio (III)

Quando nos aproximamos de um corpo imóvel, este corpo aproxima-se de nós. É algo da física. Mas não era impressão: aquele físico realmente aproximava-se de mim. Eu bem podia imaginar seu intento. Haviam semanas que mal nos falávamos, e era socialmente aceito que os ex-alguma coisa se tratassem desse modo.
Ele me olha de tal forma... Parece que vai me devorar! Temo.
Eu já podia imaginar seu discurso de recém-amigo, cheio de formalidade cobrindo todo aquele sarcasmo que o protegia de mim, o sarcasmo que ele usou para acabar comigo em todos os sentidos que este verbo pode ter... Já sei: Ele será frio e imbatível. Eu serei fria e calculista, e a primeira coisa que calculei foi o tempo para correr daqui antes que minhas lágrimas alcançassem meu rosto. Tive todos esses receios e planos enquanto enquanto nos chegávamos... E mesmo assim fui. Sempre houve um estranho magnetismo entre esses olhos e meu corpo, e, sinceramente é algo inexplicável, ou até explicável para a física: a atração entre u…

Amanhecer No Céu da Boca

Imagem
Amanhecemos na vontade de abraçar toda a areia do mar num só corpo. Eu fico caladinha na ânsia de ver o sol ressucitar no mar. Tremo de frio antes da luz que surge devagar nas estrelas começam que a desaparecer uma após a outra no céu da sua boca, nas palavras que nada falam.
É nosso este mundo todo. És todo meu quando o brilho dos olhos confundem-se com o brilho úmido dos lábios que se entreabrem e mordiscam devagar entre os olhares que se cruzam e aquecem como o sol prestes a nascer.
Antes que amanheça, quero as horas inteiras no teu corpo que se erriça enquanto respiro teu pescoço, ombros, e peito, e os engulo na língua, nas mãos, nos dedos á explorar o teu corpo que se molha inteiro quando a garganta geme e os lábios se perdem naquela parte que as coxas se errigecem e logo relaxam no beijo que te tomo a ti por inteiro.
Mar em minha boca. Mergulho numa maré viva feita de músculos em descontroladas contrações nos meus lábios.
Sol em minha boca aquecida no prazer de devorar cada pedaç…