Feridas e Curas

Que fizeste a esse amor
Pra que de servil
Virasse teu carrasco?
Tua alma é tua vida,
Teu amor é teu coração,
Nele, sou a veia.
E quando me feres,
E me rasgas,
Destróis-me,
Fico ferida,
Minha lágrima escorre
Ficas ferido,
Teu sangue escorre.
Agora,
Preserve-nos agora,
Cure-nos por hora.



Krol Rice

Comentários

Juju disse…
Imagem chocante, porém, se pudéssemos mostrar [visualmente falando] o que sentimos, o que tu descreveu no poema, seria exatamente essa a cena que veríamos. Excelente!
=*

Postagens mais visitadas