Eu Insone


Insônia é tatear travesseiro vazio,
Insensatez é chamar nome ausente,
Devaneio é segurar mão distante,
Desatino é rir da saudade,
Insanidade é dizer boa noite a ninguém.
(Exílio - Carlucho Vitaliano)

Coloco a culpa nessa distância,
Entre ti e meus olhos no espelho,
Nessa vontade de nós.
Aliás, qual seriam suas intenções
De despertar minhas segundas...???
Agarro-me a qualquer destroço
Pra não me afogar nestes pensamentos...
Á esta hora da noite dá pena de ver:
Meus livros usados e desprezados,
Espalhados pelo chão do quarto,
Todos tão iguais entre si.
Tão iguais comigo,
Eu aqui sozinha comigo
Tão sei lá assim só então:
Relendo meu rasurado coração
E eu que nem queria escrever...
Meus pensamentos nem rimam comigo
Mas é que esta noite,
Nem queria escrever
Aquela outra noite contigo
Esta insônia idiota,
Esta chuva ESTRANHA,
Me deixam tão sentimental
Como uma idiota sentimental.

Comentários

Postagens mais visitadas