Soneto III



Olho aqui o seu olhar, porque mesmo que ausente,
Ainda insiste a esperança neste coração amante
Cuidando que essa minha paixão seja constante
Tanto em meu coração, como em minha mente.

Ouço aqui a sua voz, porque deliro constantemente,
Zombo também desta minha louca ilusão nesse instante
Ele aqui não está. De mim ainda está tão distante.
Delírio e desejo são o que a minha alma louca sente.

E talvez, por esse desejo, esta ilusão 'inda existe
Ignorando a infeliz realidade por ele a mim imposta
Levando minha mente a fingir que não é tão triste.

Atuo que sou feliz, e a esperança 'inda mais insiste
Dentro deste coração onde esta paixão está exposta
Para que ela não morra, se vida em mim 'inda existe...

Comentários

Juju Sousa disse…
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Bravo! Bravo!

Postagens mais visitadas