Amor Como Sol



"Mas é claro que o sol
Vai voltar amanhã,
Mais uma vez, eu sei..."
(Renato Russo)

Há amores que nascem e renascem.
São amores como o sol...
Aqueles que têm mania de se pôr,
De se esconder,
De trazer aquela melancolia de adeus de fim de tarde,
De fazer de repente tudo ficar escuro como se não houvesse amanhã...
Mas há! E eles voltam novamente como se nada tivesse acontecido, ignorando todo estrago que fez...
Toda a escuridão que deixou pra trás... Não importa...
Mesmo que por aqui esteja tudo escuro,
Acima das nuvens, eles nunca deixaram de brilhar...
Amores renascidos são mais belos, assim como são todas as manhãs...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(Nu)t(ação)

Crônica de um Dia de Sol Crônico

Triste Insônia