Casa da Mente




Casa dividida não resiste.
Pego um livro qualquer,
Penso algo qualquer,
Em guerra eu me deito,
E cedo finjo que cedo.

A estratégia agora é nada.
É um instante sem guerra
E nada mais incita a guerra;
Nessas horas que não luto contra o fim
Há a verdadeira entrega de mim.

E nada mais excita minha mente
Do que a nudez de uma alma,
Que faz casa em minha alma,
Que eu dispo calmamente,
E a descubro sutilmente...

Nessas horas não luto contra nada
Descubro a entrega verdadeira
E arranco armaduras, e quebro trincheiras,
Ao menos a mente não mente,
Não há mais guerras em minha mente.

Comentários

Postagens mais visitadas