Primeiro Gazel (Da Loucura)

Enquanto a nudez da sua alma excita a minha mente,
Permito-me perder trágicamente minha sanidade inocente.


Eu vou me consumindo em faíscas lancinantes.
E cedendo a esse louco delírio - maliciosamente,


E vou envolvendo-o sem fôlego, o beijo ofegante,
Ansiando por lhe possuir a alma enfurecidamente.


Envolvida por um êxtase de desejo lancinante,
Perco-me e desmancho-me em sua pele ardente.


Seguindo sem controle numa consciência delirante,
Ansiando por me perder nele desesperadamente.


Sua respiração ditando um compasso acelerante,
Forçando meu sangue a perder-se neste fluxo ascendente.


E a minha mente argoniza perdida nessa busca incessante,
E eu me entrego a essa insanidade apaixonadamente...

Comentários

Postagens mais visitadas