Só Para o Amanhecer



"Duvida da luz dos astros,
de que o Sol tenha calor,
duvida até da verdade,
mas confia em meu amor."
Hamlet - Shakespeare

Todas as vezes que ias embora,
Levavas na bagagem meu passado feliz,
A escuridão chegava antes da noite,
E eu te escrevia mil vezes aqui
Que a vida que eu tenho em mim
Sempre fora só uma,
E que de forma alguma
Deveríamos aceitar o fim.

Todas as vezes que me amas,
Somem todas as tristezas do presente,
Tu me abraças como quem acarinha
As frágeis asas de um passarinho azul.
Viro uma menina tonta de prazer
E eu respiro tua boca e te abraço,
E bêbada me enlaço
Ao louco giro do teu viver...

Todas as vezes que voltas,
Vejo amanhecer o futuro,
E o dia é sereno e azul,
E algo de insano não envelhece o tempo
Enquanto teus dedos moram nos meus cabelos.
O sol passa a nascer pelos olhos que amo,
E eu sussurro que te amo, eu amo,
E tu entendes meus beijos...

Comentários

Postagens mais visitadas