Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

Alguém me Disse

Imagem
Letra: Quelqu'un M'a Dit
Composição: Carla Bruni
Tradução e versão: Krol Rice


Disseram a mim que as nossas vidas não valem muito,
Que elas passam em um instante como murcham as rosas.
Disseram a mim que o tempo que passa é um ingrato
Que das nossas tristezas ele faz suas cobertas

Entanto alguém me disse...
Que tu ainda me amas,
Foi alguém que me disse
Que tu ainda me amas,
Seria isto possível então?

Disseram a mim que o destino ri de nós,
Que não nos dá nada, mas nos promete tudo.
Parece que a felicidade está ao alcance das mãos,
Então a gente estende a mão e acabamos loucos.

Mas quem me disse que você sempre me amou?
Eu não recordo mais, já era tarde da noite,
Eu ainda ouço a voz, mas eu não vejo mais seus traços:
'-Ele te ama. Isso é segredo. Não diga a ele que eu te disse...’

Disseram a mim que as nossas vidas não valem muita coisa...

Acróstico (Riceli Caroline)

Imagem
R aciocínio ilógico da razão;
I nocente cristã excomungada;
C ontrária ao inverso da contradição;
E stranhamente não amada;
L ivre e espontânea pressão;
I mprevisível verso calculado;

C omplexa e mais simples paixão;
A njo mortal, ou o inverso calado;
R eação antes mesmo da ação, sem juízo;
O rdem dos fatores que alteram o resultado;
L imite e fronteira entre o inferno e o paraíso;
I nsana, sistema fácil difícil de ser analisado;
N ecessidade de entender menos que ter,
E estar mais do que ser em meu ser...

Primeiro Gazel (Da Loucura)

Enquanto a nudez da sua alma excita a minha mente,
Permito-me perder trágicamente minha sanidade inocente.


Eu vou me consumindo em faíscas lancinantes.
E cedendo a esse louco delírio - maliciosamente,


E vou envolvendo-o sem fôlego, o beijo ofegante,
Ansiando por lhe possuir a alma enfurecidamente.


Envolvida por um êxtase de desejo lancinante,
Perco-me e desmancho-me em sua pele ardente.


Seguindo sem controle numa consciência delirante,
Ansiando por me perder nele desesperadamente.


Sua respiração ditando um compasso acelerante,
Forçando meu sangue a perder-se neste fluxo ascendente.


E a minha mente argoniza perdida nessa busca incessante,
E eu me entrego a essa insanidade apaixonadamente...

Avaliação Íntima

Imagem
"O meu coração não presta...
Tenho muito medo dele sem você..."

Krol Rice

Só Para o Amanhecer

Imagem
"Duvida da luz dos astros,
de que o Sol tenha calor,
duvida até da verdade,
mas confia em meu amor."
Hamlet - Shakespeare

Todas as vezes que ias embora,
Levavas na bagagem meu passado feliz,
A escuridão chegava antes da noite,
E eu te escrevia mil vezes aqui
Que a vida que eu tenho em mim
Sempre fora só uma,
E que de forma alguma
Deveríamos aceitar o fim.

Todas as vezes que me amas,
Somem todas as tristezas do presente,
Tu me abraças como quem acarinha
As frágeis asas de um passarinho azul.
Viro uma menina tonta de prazer
E eu respiro tua boca e te abraço,
E bêbada me enlaço
Ao louco giro do teu viver...

Todas as vezes que voltas,
Vejo amanhecer o futuro,
E o dia é sereno e azul,
E algo de insano não envelhece o tempo
Enquanto teus dedos moram nos meus cabelos.
O sol passa a nascer pelos olhos que amo,
E eu sussurro que te amo, eu amo,
E tu entendes meus beijos...

O Anjo Estranho

Imagem
Vindo do lugar qualquer onde vivia,
Ele é um anjo perdido na terra,
Com camisa regata e um sorriso ambíguo,
Com essa pele queimando trinta e sete graus
Por dançar louco todo domingo,
Com certeza não é angelical como uma criança,
Um anjo quase embriagado suando vinho
E a tatuagem nas costas no lugar das asas
Anjo que não deveria me fazer pecar,
Nem me deixar louca pra beber o suor do seu corpo
Muito pior faz arrepiar,
Por meus desejos mais secretos.
Com a voz enrouquecida me sussurrar
Um Anjo, que me desperta humana.
Anjo estranho,
Ele é avesso do normal,
É anjo sem a mínima santidade,
Que não recebe orações á noite,
Mas a qualquer hora do dia,
Prefere ser tocado com maldade...

Não Proibido

Imagem
Pra ter você...
Eu desejo o proibido,
Eu quebro todos os preceitos,
Eu rompo barreiras,
Eu atravesso fronteiras,
Eu livro-me de preconceitos,
Eu desacato leis,
Eu repudio valores.

Eu morro de amor...

Ter você...
É tocar o proibido,
É atingir o inatingível,
É decifrar o indecifrável,
É transpor o intransponível,
É compreender o incompreensível,
É violar o inviolável,
É profanar o mais sagrado.

Vivo imortalmente...

Não ter você...
É querer o proibido,
É ver a noite sem a prata da lua,
É ver o amanhecer sombrio,
É fantasiar pelos cantos,
È desperdiçar planos,
É ter e sonhos vagos, vazios.

Vivo com a sensação de ter morrido...

Krol Rice

Ceticismo de Dia dos Namorados

Imagem
'Papai Noel' no Natal, 'Coelhinho' na Páscoa...
Daqui a pouco vão querer que eu também acredite que 'Namorado' também existe!

Krol Rice